13° salário: o que fazer para ele render mais em 2017

O 13° salário faz a alegria dos brasileiros, mas gastos precisam ser planejados

Segundo cálculos do Dieese, o 13° salário deve injetar R$ 200,5 bilhões na economia até dezembro, o equivalente a 3,2% do PIB do país.

O prazo para pagamento da 1a parcela é 30 de novembro e, com o comércio já todo decorado para o Natal, é difícil vencer a tentação de sair gastando essa grana extra.

Mas se você quer que seu dinheiro renda mais, preste atenção nestas dicas:

1) Pague ou diminua suas dívidas

Ninguém quer – ou aguenta mais – ouvir isso, mas não tem como escapar: se você tem dívidas, use uma parte do seu 13° salário para quitá-las ou, no mínimo, diminuí-las.

Com certeza, a economia que você fará em relação os juros que paga, vai fazer seu dinheiro render muito mais – além de deixa-lo um pouco mais tranquilo para começar o novo ano.

2) Antecipe suas compras de Natal

Quanto mais perto do Natal, mais a gente fica sobrecarregado com tantas atividades que aparecem, como as festinhas na escola dos filhos e os jantares de confraternização.

E quanto menos tempo a gente tem, menos a gente pesquisa antes de comprar, o que acaba com o nosso orçamento.

Assim, aproveite a 1a parcela do 13o salário para comprar os itens não perecíveis da ceia e os presentes de Natal, assim você faz as escolhas mais econômicas e ainda evita lojas cheias.

3) Aposte no amigo secreto

Ainda sobre o item presentes, vale a pena apostar no amigo secreto para economizar.

Ao invés de comprar um presente para cada membro da sua família ou amigo, você compra um presente só e todo mundo sai feliz da vida, além de ser uma atividade bem divertida para antes ou depois da ceia.

4) Pechinche

Se você estava esperando o 13° salário para comprar aquele eletroeletrônico,não se acanhe e peça um desconto.

Apesar de muitas lojas anunciarem que parcelam o valor à vista em 10 vezes sem juros, eles já estão embutidos ali.

Uma boa “choradinha” pode render um desconto de 15% a 20% em média.

5) Reserve parte do dinheiro para contas do início do ano

Todo mundo sabe que o início do ano é puxado, com despesas como IPTU, IPVA, matrícula e material escolar, etc., então por que não reservar uma parte do seu 13° salário para pagá-las?

Uma atitude “chata” agora pode fazer seu ano começar de uma maneira muito mais tranquila.

 

Lembrete: o fim do ano e o Natal costumam deixar as pessoas mais emotivas e esperançosas, o que é ótimo! O bacana é transformar isso em encontros, proximidade, comemorações e não numa gastação de dinheiro sem fim. Cuidado com as ciladas do comércio e das lojas que, se a gente bobear, nos empurram itens que não precisamos! #FicaaDica