Empoderamento feminino e as finanças

Empoderamento feminino passa pela educação financeira

Empoderamento feminino está cada vez mais em pauta, mas o que pouca gente fala é que a educação financeira é um ponto crucial para que ele aconteça.

Apesar de 40% dos lares brasileiros serem chefiados por mulheres, segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgados em 2017, ainda existe um tabu quando se fala de dinheiro entre mulheres.

Por isso, na semana do Dia Internacional da Mulher, o papelada traz uma lista com 4 dicas preciosas de finanças pessoais especialmente para elas:

1) Diga não ao consumismo

Muitas vezes rotuladas como consumistas, as mulheres são, na verdade, alvos muito mais visados das estratégias de marketing.

De produtos de beleza a utensílios domésticos, passando por eletrônicos e serviços dos mais variados tipos, tudo é oferecido às mulheres, incentivando-as a comprar, comprar e comprar.

Basta uma ida ao shopping para comprovar de que praticamente tudo é direcionado para fazer a mulher gastar seu dinheiro – muitas vezes com coisas que não precisa.

Ter consciência dessa realidade é o primeiro passo para assumir o controle e transformar as armadilhas marqueteiras em consumo consciente.

Uma boa estratégia é a do “volto depois”. Ao invés de comprar por impulso, dê mais uma volta pelo shopping ou vá para casa com a promessa de voltar depois.

Às vezes, basta uns 15 minutinhos para perceber que, na verdade, você não precisa daquilo ou que aquela promoção não é tão boa quanto parece.

2) Tenha pleno controle do seu dinheiro

Empoderamento feminino também é estar ciente de todas as contas que você paga, inclusive tarifas bancárias, juros e taxas.

Como falamos no post de Orçamento Pessoal, é importantíssimo ter um controle de gastos para fazer seu dinheiro render mais e conquistar seus sonhos.

Para isso, você pode usar o app papelada que, além de reunir todas as suas contas em um só lugar, te dá um panorama completo das suas finanças, tudo na palma da sua mão.

3) Faça uma reserva

Além do controle do orçamento te ajudar a conquistar suas metas, considere incluir nele uma reserva para emergências.

Momentos turbulentos costumam abalar a confiança e saber que você tem um dinheirinho guardado vai te reconfortar e te manter calma para passar pela tempestade.

4) Estude!

Um dos aspectos mais complicados das finanças pessoais é investir.

E para mulher isso pode ser um tormento já que parece que todos os materiais sobre o assunto são voltados para os homens.

Porém, é essencial estudar sobre investimos para quebrar esse paradigma e cuidar bem do seu rico dinheirinho.

Há blogs – como o Finanças Femininas – que são escritos de mulher para mulher, e que falam de maneira bastante clara sobre diversos assuntos ligados a finanças.

A educação financeira é a base para qualquer pessoa ter uma relação saudável com o dinheiro e, consequentemente, uma vida mais tranquila.

E para mulher, ela é parte essencial do empoderamento feminino tão necessário nesta sociedade (ainda) machista.

Então, siga nossas dicas e sinta-se cada vez mais poderosa! E feliz dia das mulheres!