Empréstimo online: agora ficou mais seguro!

Empréstimo online é regulamentado pelo BC e deve esquentar a concorrência com os bancos tradicionais

O empréstimo online oferecido pelas chamadas fintechs de crédito foi regulamentado semana passada pelo Banco Central.

A decisão foi tomada para tornar essas operações mais seguras e transparentes e, com isso, aumentar a concorrência e ampliar a credibilidade destas instituições.

A expectativa é que tudo isso impacte de maneira positiva no bolso dos consumidores. Mas primeiro, vamos entender essa regulação.

Foram criadas duas novas formas de instituição financeira para que as fintechs de crédito possam se registrar e não precisar mais de um banco para intermedir suas operações.

São elas:

1) Sociedade de Empréstimo entre Pessoas (SEP)

O chamado empréstimo coletivo, no qual sites conectam pessoas ou empresas que buscam tomar dinheiro emprestado aos investidores que buscam emprestar e ganhar com isso.

2) Sociedade de Crédito Direto (SCD)

Aqui as empresas emprestam capital próprio diretamente para pessoas físicas.

Para o consumidor, o grande impacto da mudança está na maior segurança em tomar empréstimo online das fintechs, agora regulamentadas.

Além disso, sem o banco como intermediário, as fintechs terão uma redução em seus custos que pode refletir diretamente nas taxas de juros cobradas dos consumidores.

Empréstimo online: o que fazer antes de contratar

Tão importante quanto obter crédito é se organizar para utilizá-lo da melhor maneira possível, sem se endividar ou ficar em apuros para pagá-lo em dia.

Pensando nisso, separamos algumas dicas do que você deve fazer antes de tomar dinheiro emprestado:

Faça a lição de casa

O item número 1 é saber se você realmente precisa de dinheiro emprestado.

Você deve fazer um levantamento profundo de suas finanças e esgotar todas as possibilidades antes de optar pelo empréstimo online, afinal ele é uma opção cara, mesmo com a promessa de taxas de juros mais baixas.

Se não houver outra maneira, faça simulações de quanto você vai pagar de parcela ao optar pelo empréstimo.

Isso já vai te dar um bom panorama de como ficarão as coisas e será mais fácil controlar seu orçamento.

Detalhes não tão pequenos

Se informe sobre todas as condições do crédito, principalmente a taxa de juros e o custo efetivo total (CET) da operação.

Fique de olho também na data de pagamento das parcelas e escolha sempre a mais próxima ao recebimento do seu salário mensal.

Assim, será mais fácil você se programar e terá menos risco de atrasar alguma parcela.

Seja rápido no gatllho

Caso você tenha que atrasar o pagamento do empréstimo, não perca tempo e negocie com seu credor um parcelamento.

Quanto mais o tempo passa, mais sua dívida aumenta e você ainda corre o risco de ser negativado.