IMPOSTO DE RENDA: 7 RAZÕES PARA NÃO DEIXAR PARA O ÚLTIMO DIA

Imposto de renda é igual Natal: tem todo ano. Tem gente que deixa para comprar os presentes na véspera do Natal. Tem gente que entrega a declaração do Imposto de Renda na última hora. Neste caso, porém, se houver um atraso, isso pode custar caro, com multa e dor de cabeça. Vamos mostrar as razões pelas quais você deve antecipar o envio da declaração do IR à Receita Federal.   

Já é abril e, você sabe, temos de honrar o compromisso burocrático indigesto de entregar a declaração de Imposto de Renda para a Receita Federal.

Este ano, a data limite para a entrega é 28 de abril, às 23h59 – voltaremos a este ponto mais à frente.

O Imposto de Renda é a “mordida” anual do governo nos nossos rendimentos, como salários, ganhos na bolsa de valores, venda e aluguel de imóveis, prêmio da loteria etc.

Funciona assim: na declaração, informamos nossos rendimentos do ano anterior e o que pagamos de imposto sobre essa renda.

No holerite do nosso salário, por exemplo, já aparece o desconto do Imposto de Renda, que varia de acordo com a faixa salarial. É o que chamamos de imposto retido na fonte – o governo recolhe parte do salário antes mesmo de nós recebermos.

Com nossa declaração de Imposto de Renda, o governo fica sabendo se pagamos todos os impostos devidos. Se pagamos a mais, recebemos a restituição na conta bancária; se pagamos a menos, precisamos quitar o que resta por meio de uma guia chamada DARF.

Se você tem dúvidas sobre como declarar seu Imposto de Renda, este texto aqui vai te ajudar a entender tudo, passo a passo. 

Vai aqui o nosso alerta!

No papelada, somos intransigentes com atrasos em pagamentos. No aplicativo, avisamos nossos usuários sobre as datas de vencimento das contas, para que não se atrasem e não arquem com juros e multa. (link: )

Cada um de nós tem de fazer a própria declaração de Imposto de Renda, então vai aqui o nosso alerta para evitar contratempos: o prazo final para a entrega da declaração expira às 23h59 de 28 de abril!

Por que repetimos isso? No Brasil, o hábito cultural é deixar tudo para a última hora. No DNA tupiniquim, há um gene específico, o ECB, que significa “Empurrar com a barriga”.

É por causa dele que 10 milhões de pessoas declararam o Imposto de Renda, em 2016, nos quatro últimos dias antes do prazo final!

Qual o problema disso? Nenhum, se você tem conseguido entregar a declaração aos 48 minutos do segundo tempo, sem nenhum erro ou contratempo.

Mas estejamos cientes: quem deixa para fazer o Imposto de Renda na última hora corre mais riscos. E se houver um imprevisto, isso pode atrasar o envio da declaração à Receita Federal. O resultado é o pagamento de multa, e muito estresse.

Listamos a seguir sete razões inquestionáveis para que você não deixe a declaração de Imposto de Renda para o último minuto – a não ser que tenha gosto por fortes emoções.

7 razões para não deixar o Imposto de Renda para a última hora

. O sistema – Todo mundo deixa a entrega da declaração para a última hora. Com isso, o sistema da Receita Federal fica sobrecarregado e mais lento, o que pode ocasionar atrasos na transmissão da declaração e, no pior dos casos, a perda do prazo.

. A tecnologia – Sexta-feira, 28 de abril, 11 da noite. O sujeito chega em casa. Só precisa ligar o computador e enviar a declaração. Aí, o PC inventa de atualizar os arquivos, ou trava, ou simplesmente não liga. Ou então a internet cai, ou a luz do bairro vai embora. E ele tem menos de uma hora para enviar o documento à Receita… Entendeu o drama?

. A pressa – Pessoas apressadas cometem mais erros. Podemos colocar valores errados, preencher campos desnecessários ou deixar em branco o que deveríamos preencher na declaração do Imposto de Renda. Já dizia o ditado, a pressa é inimiga da perfeição, e da declaração do IR também.

. O esquecimento – Você começou a fazer o Imposto de Renda na última hora, então se lembrou de gastos que poderiam ser deduzidos do IR. E agora? Não há mais tempo para ir atrás dos comprovantes dos tratamentos médicos, internações e reformas do imóvel. Uma pena! Vai ter de deixar essa grana com o governo…

. O contador – Minha nossa, bateu uma dúvida sobre a declaração! E você quer a ajuda de um contador para preencher tudo direitinho. O problema é conseguir um horário com ele. Nesta época, os contadores estão enlouquecidos com dezenas de declarações para fazer.

. A checagem – São muitos dados, valores e informações contidos em uma declaração de Imposto de Renda. O ideal é termos tempo de sobra para checar tudo, fazer alterações, se necessárias, e enviar o documento para a Receita Federal com a cabeça em paz.

. A restituição – Quem entrega a declaração por último, acaba recebendo a restituição, se houver, nos últimos lotes, em dezembro. Quem antecipa, recebe antes.