É MELHOR PAGAR O IPTU À VISTA OU PARCELADO?

Mal vira o ano, o carnê chega. Com ele vem a pergunta: é melhor pagar o IPTU à vista ou parcelado? A gente fez a conta para você! 

O pagamento do IPTU 2017 é um dos primeiros compromissos financeiros do ano. Assim que recebemos o documento em janeiro, com os detalhes do pagamento, nós nos perguntamos: é mais vantajoso, financeiramente, pagar o IPTU à vista ou parcelado?  Vale a pena retirarmos o dinheiro dos nossos investimentos para quitarmos o boleto à vista e, assim, aproveitarmos o desconto oferecido pela prefeitura? A resposta é simples: para avaliarmos a melhor opção de pagamento do IPTU 2017, precisamos efetuar o cálculo dos juros embutidos nas parcelas. Só assim teremos informações suficientes para sabermos qual é a melhor opção – o pagamento do IPTU à vista ou parcelado. Vamos explicar tudo direitinho, a partir do exemplo abaixo.

Cálculo dos juros embutidos no IPTU

Todos os parcelamentos ou financiamentos contêm juros embutidos. Com o IPTU, não é diferente. Para o cálculo desses juros, vamos considerar, como exemplo, o valor de R$ 1.500 para o IPTU de um imóvel na cidade de São Paulo, onde o desconto oferecido para o pagamento à vista do IPTU 2017 é de 4%. A sequência de cálculos é a seguinte:

  1. a) O valor do IPTU, sem juros embutidos, equivale ao pagamento à vista, que é de R$ 1.440 (desconto de 4% sobre R$ 1.500,00).
  2. b) O parcelamento do IPTU na cidade de São Paulo é de 10 vezes de R$ 150, totalizando R$ 1.500. No entanto, há juros embutidos nessas parcelas.
  3. c) Para o cálculo desses juros, precisamos descobrir o valor que estamos financiando no pagamento a prazo. Então, utilizamos os seguintes parâmetros:

Valor real do IPTU: R$ 1440,00

Valor do pagamento da 1ª parcela (em fevereiro): R$ 150

Logo, o valor que falta ser pago é de R$ 1290,00 (R$ 1440 – R$ 150). Este é, portanto, o montante que será financiado nos próximos nove meses, sobre o qual incidirão os juros. Para o cálculo dos juros embutidos no parcelamento do IPTU 2017, podemos utilizar a calculadora do banco central e entrar com os seguintes dados:

– Número de meses (ou parcelas): 9, afinal já consideramos o pagamento de fevereiro.

– Valor da prestação: R$ 150

– Valor financiado: R$ 1.290

Ao fazermos o cálculo, chegamos a uma taxa de juros mensal embutida nas parcelas do IPTU 2017, para o caso apresentado, de 0,92%.

Resumimos para você!

E agora, é melhor pagar o IPTU à vista ou parcelado?

Sabendo a taxa de juros embutida no parcelamento do IPTU, tudo fica mais fácil. Basta seguirmos a seguinte lógica:

. Se temos dinheiro no banco e ele está rendendo, por mês, a uma taxa superior a 0,92% (os juros cobrados, ao mês, nas parcelas do IPTU), então é melhor pagarmos o imposto a prazo e não tirarmos o dinheiro do investimento. Isso porque o rendimento cobre os juros do imposto e ainda gera um ganho adicional.

. Se temos dinheiro no banco e ele está rendendo, por mês, a uma taxa inferior a 0,92%, então é melhor retirarmos o dinheiro necessário do nosso investimento para quitarmos o IPTU à vista. Isso porque o ganho financeiro de pagarmos o IPTU à vista será maior do que o rendimento que teríamos com o dinheiro investido.

. Mas caso não tenhamos dinheiro suficiente para quitarmos o IPTU à vista, então o melhor é pagarmos as parcelas mesmo com os juros embutidos (no nosso exemplo, R$ 150), sem recorrermos ao cheque especial, cujos juros cobrados estão muito acima dos inclusos no IPTU.