IPTU MATINHOS 2017: VEJA QUANTO VAI PAGAR

O IPTU Matinhos 2017 começa a ser distribuído a partir da segunda semana de janeiro, mas o carnê digital já está disponível no site www.seuiptu.com.br, plataforma autorizada que processa o documento digital para a Prefeitura da cidade.

No Projeto de Lei 033/16, o índice para reajuste da taxa do IPTU Matinhos 2017 é de 9,15%, que corresponde ao INPC/IBGE dos últimos 12 meses. Quem optar pelo pagamento da taxa em cota única até 10/02/2017 receberá de 15% de desconto. O contribuinte também pode pagar de forma parcelada sendo a primeira cota com vencimento em 10/02/2017.

Atenção!

Os contribuintes cujos cadastros imobiliários não possuam CPF ou CNPJ cadastrado não terão seu IPTU Matinhos 2017 enviados pelos correios. Esses munícipes  deverão, obrigatoriamente, comparecer ao Setor de Cadastro da Prefeitura até a data de 05/02/2017 para requerer a atualização cadastral e a emissão do carnê de pagamento do IPTU 2017.

Essa medida leva em consideração a Circular nº 3.598 de 06/06/2012 e a Convenção entre Instituições do Sistema Financeiro Nacional Relacionada com a Emissão, Apresentação, Processamento e Liquidação Interbancária de Boletos de Pagamento (FEBRABAN) de 30/05/2014.

É melhor pagar o IPTU à vista ou parcelado?

O pagamento do IPTU é sempre um dos primeiros compromissos financeiros do ano. Assim que recebemos o documento em janeiro, com os detalhes do pagamento, nós nos perguntamos: é mais vantajoso, financeiramente, pagar o IPTU à vista ou parcelado?  Vale a pena retirarmos o dinheiro dos nossos investimentos para quitarmos o boleto à vista e, assim, aproveitarmos o desconto oferecido pela prefeitura? A resposta é simples: para avaliarmos a melhor opção de pagamento do IPTU 2017, precisamos efetuar o cálculo dos juros embutidos nas parcelas. Só assim teremos informações suficientes para sabermos qual é a melhor opção – o pagamento do IPTU à vista ou parcelado. Vamos explicar tudo direitinho aqui!

O cálculo do IPTU 
O cálculo do imposto depende de dois fatores: a alíquota e o valor venal. A alíquota é o percentual do imposto, estabelecido pela prefeitura de acordo com a utilização do imóvel – se é residencial, não-residencial ou terreno. O valor venal é quanto vale a propriedade no mercado, como em uma compra à vista, de acordo com a área do imóvel, idade, posição e preço do metro quadrado da região. O cálculo do IPTU, portanto, é a aplicação da alíquota sobre o valor venal do imóvel. Quer saber mais sobre o tributo? É só consultar nosso post IPTU: por que pagamos?