COMO TRANSFORMAR SEU TALENTO EM UM NEGÓCIO DIGITAL

E se você pudesse transformar seu talento num negócio digital? Para alguns parece algo impossível, mas para outros um sonho perseguido com afinco. Fato é que o mundo do empreendedorismo mudou e as oportunidades para ter um negócio próprio aumentaram. Se antigamente empreender era sinônimo de arriscar todo o capital acumulado por anos para abrir o próprio negócio, hoje o cenário é bem mais amplo e a internet é uma das grandes responsáveis por essas possibilidades. As relações de consumo estão cada vez mais digitais e a busca não só por produtos, mas também por serviços que possam ser acessados pelo computador, tablet ou celular só aumenta. É aí que mora a oportunidade de transformar seu talento em negócio digital.

Veja esse exemplo. Você gosta de artes e faz belas pinturas em aquarela. Já pensou em criar um perfil no Instagram só para mostrar seu trabalho, falar sobre as inspirações? Você também pode oferecer suas imagens para sites de banco de imagem como o Shutter Stock. Se além do lado artístico, você tem habilidade para ensinar, pode criar mini aulas em vídeo ou tutoriais para quem quer começar a se aventurar no mundo das artes. Esses conteúdos online podem ser disponibilizados num blog criado no WordPress ou num canal com seu nome no Youtube e servirão para atrair  interessados em aprofundar aquele conhecimento com você adquirindo um conteúdo pago como, por exemplo, mais aulas em vídeo ou um e-book. Essa técnica para atrair potenciais clientes é chamada pelo marketing digital de “isca digital”.

Usamos como exemplo um dom artístico, mas o modelo acima pode ser replicado no caso de pessoas cujo o talento seja cozinhar, maquiar, falar inglês, dar dicas de moda e estilo.

Resumindo, podemos identificar no mínimo três maneiras para transformar seu talento em um negócio digital:

  • vendendo produtos (quadro de aquarela, bolo)
  • oferecendo serviço (aulas de pintura, sessão de maquiagem, aula de inglês)
  • sendo consultor (consultoria de moda estilo)

Sem necessariamente iniciar investindo num e-commerce ou site profissional, você pode começar a levar seu talento para o potencial público dessas três formas:

  • usando as redes sociais (não precisa estar em todas. Vale um estudo de onde seu público está mais presente)
  • criando um blog (assim como o WordPress, existem outras ferramentas para criação de um blog com uma “cara” mais profissional)
  • usando sites que unem vendedores a compradores, com lojas personalizadas, como o Elo7

Se após essas investidas, a sua ideia demonstrar que tem potencial para crescer, chegou a hora de organizar os próximos passos. Iniciar um negócio digital exige planejamento, assim como um empreendimento convencional, com a vantagem de custos bem mais baixos se comparados, por exemplo, com a abertura de uma loja física, explica o gerente de inteligência de mercado do Sebrae-SP, Eduardo Pugnali. Nesse sentido a instituição, disponibiliza no próprio site materiais sobre como iniciar um plano de negócio.

A Hotmart, uma plataforma para comercialização e distribuição de produtos digitais, também oferece um curso online e gratuito sobre empreendedorismo digital, com um passo a passo sobre o processo de criação, divulgação e venda de produtos digitais.

Uma outra vantagem de transformar seu talento num negócio digital é a facilidade de trabalhar de casa ou de qualquer lugar, desde que se tenha uma boa conexão com a internet. Essa característica atrai sobretudo as mulheres que, após tornarem-se mães, buscam mais flexibilidade na rotina para conciliar trabalho e convivência com os filhos. Um artigo publicado recentemente aqui no papelada mostra dados sobre esse cenário.

Mas importante não criar um cenário romanceado, imaginando que você vai gerir seu negócio embaixo de um guarda-sol numa praia com mar azulado. Eventualmente isso pode acontecer. No entanto, é preciso ter a consciência do nível de esforço e dedicação pessoal necessários para empreender no negócio digital, com a vantagem de poder viver de uma paixão.