7 DICAS DE PRODUTIVIDADE PARA TRABALHAR EM CASA

Em qualquer lugar do planeta, as pessoas estão trabalhando cada vez mais em casa: perto da família, no calor do lar, bem longe dos congestionamentos… Tudo maravilhoso, certo? Nem tudo. Manter a produtividade do trabalho em casa é um desafio para quem trocou as baias corporativas por uma mesinha na sala de estar. Trabalhar em casa é, sobretudo, uma jornada de muita disciplina e foco. A seguir, listamos dicas incríveis para sermos tão produtivos quanto felizes com o trabalho em casa!    

Trabalhar em casa não é mais um desejo distante – é uma tendência no mercado global de trabalho.

Para as empresas é bom porque reduz os seus custos com espaço físico, luz, transporte de funcionários e mobiliário. Para o empregado é bom porque aumenta sua motivação, diminui o tempo gasto com deslocamentos e ele pode ficar mais próximo da família.

E há ainda os profissionais autônomos ou freelancers, que trabalham em casa ou em cafés e espaços de coworking.

Os números comprovam: segundo a empresa de recrutamento Robert Half, a prática do home office ou simplesmente “trabalhar em casa” – cresceu 47% no Brasil em 2016 em relação ao ano anterior.

Isso faz do nosso país o terceiro do mundo que mais utiliza o home office. São cerca de 12 milhões de brasileiros trabalhando em casa.

Porém, nem tudo são flores. Um dos grandes desafios é como manter a produtividade do nosso trabalho em casa. Afinal, as distrações são muitas! Cachorros, gatos, filhos, marido, esposa, a geladeira logo ali, a tevê ligada, o cochilo depois do almoço… e assim nossa produtividade vai embora pelo ralo.

Então, como podemos ser mais produtivos ao trabalhar em casa? Como devemos lidar com a família? Como evitar distrações? Como manter a concentração?

A seguir, montamos uma lista com dicas supremas para o gerenciamento da rotina do trabalho do dia-a-dia em casa. É para salvar nos Favoritos do seu navegador!

UM: Treinar a cabeça

 

Costumamos pensar no trabalho como um mal necessário. Algo relacionado a estresse, pressão e cobrança. Não é raro que a gente associe tudo isso a um ambiente corporativo e à imagem de chefe ou patrão. Em muitos casos, quando partimos para um trabalho em casa a tendência é relaxar. No lar, as distrações são infinitas e aquela vontadezinha de acordar mais tarde vai aparecer.

Então, a mente deve estar preparada e sempre atenta, sem esquecer jamais que passamos a ser o nosso próprio chefe. Temos de treinar nossa autodisciplina em relação ao trabalho. O fato de passarmos a ter um horário flexível não significa necessariamente que poderemos trabalhar menos horas.

DOIS: Conversa com a família  

Para trabalhar em casa, é preciso reunir nossa família e explicar a situação. Um exercício válido é definirmos regras claras para todos: por exemplo, respeito ao horário e local de trabalho, evitar interrupções desnecessárias, reduzir o barulho etc.

TRÊS: Horário de trabalho

Estabelecer nosso horário de trabalho é crítico para termos sucesso em casa. Sem ele, acabamos perdidos no “mar” de distrações que a rotina doméstica nos impõe.

O ideal é definirmos horário para começar e terminar o trabalho, com tempo pré-definido para almoço (uma ou duas horas) e para os cafezinhos ou bate-papo com as crianças.

E, claro, precisamos de disciplina e rigor para cumprir esses horários, senão todo esforço será em vão.

QUATRO: Local de trabalho

Esqueça a ideia romântica de trabalhar em casa de pijamas ou deitado na rede. Pode até funcionar nos primeiros dias, mas, com o tempo, perdemos o foco e desembocamos no desleixo e na indisciplina que comprometem a produtividade.

Anote: é fundamental termos um local de trabalho ou um escritório em casa!

Não precisa ser algo exagerado: mesa, cadeira e, se necessário, gavetas para arquivos e documentos. E é crucial mantermos nosso espaço limpo e organizado sempre que terminarmos, pois isso reforça o nosso ritual diário de disciplina no trabalho.

CINCO: Roupa de trabalho

Dispa-se de pijamas e camisolas e ponha uma roupa de trabalho. Ela servirá como um aviso aos nossos familiares: “agora estou trabalhando”. Além disso, a vestimenta nos ajuda a entrar no clima do trabalho e a evitar distrações.

SEIS: Lista de tarefas e metas

Escrever a lista de tarefas a cumprir durante o dia nos mantém focados na sua execução, o que contribui para a produtividade do trabalho em casa. Se sabemos o que temos de fazer, então seguimos fazendo ao longo do dia, uma tarefa após a outra.

É simples e eficiente, um antídoto contra as dispersões. Mas, se uma ajuda extra for necessária, não se acanhe. Há uma série de apps que facilitam o controle de tarefas. Aqui vão algumas dicas: Asana; Runrun.it; Todoist

SETE: Mídias sociais: cuidado!

Mídias sociais cumprem o papel de nos colocar em contato com amigos e parentes. Mas, se mal utilizadas, tornam-se a porta de entrada para o desperdício de tempo no trabalho – ainda mais em casa, onde o chefe não está nos vendo!

O ideal é restringirmos nosso acesso às mídias sociais nos intervalos para o café, ou antes e depois do horário que tivermos estabelecido para o trabalho em casa.

Também é importante desabilitarmos os avisos de notificação de novas mensagens, para não cairmos na tentação de ler.