“GENTE FALSA” NA INTERNET: CONHEÇA OS SEUS CRIMES VIRTUAIS

Na internet, crimes virtuais são cometidos rotineiramente, sob nosso nariz, por meio da ação de fraudadores, essa gente falsa que se faz passar por outras pessoas ou instituições para aplicar golpes. Vamos conhecer os principais crimes virtuais e como ocorrem no universo online.

A internet não é um oceano de águas limpas, mornas e transparentes no qual navegamos amistosamente por lojas e bancos online e postamos memes hilários em mídias sociais.

Do outro lado da linha – se podemos dizer assim –, há essa “gente falsa” disposta a cometer crimes virtuais sob o nosso nariz.

Por “gente falsa”, entenda aquele criminoso cibernético que se passa por outra pessoa ou instituição para aplicar os seus golpes na internet e ganhar (muito) dinheiro com eles.

Um dos crimes virtuais mais comuns é o furto de identidade. Os hackers invadem nossas contas de e-mail e mídias sociais e enviam mensagens aos nossos amigos e familiares pedindo dinheiro emprestado, passando-se por nós.

Ou então criam um perfil falso com nosso nome, utilizando informações, fotos e dados que compartilhamos na internet, na nossa santa inocência de cada dia.

Pescando seus dados

O phishing integra a lista dos principais crimes virtuais. Os fraudadores se passam por instituições e empresas reconhecidas no mercado e enviam supostos comunicados oficiais para o nosso e-mail.

Esses e-mails, falsos, são milimetricamente arquitetados para captar nossa atenção: alertas urgentes do banco sobre contas em aberto, confirmações de compra em lojas online, boatos envolvendo personalidades, consultas à restituição do Imposto de Renda, solicitações de recadastramento de e-mail…

Esses e-mails contêm links para sites falsos ou, se clicados, instalam programas maliciosos no computador. Sem percebermos (aquela santa inocência), nossos dados financeiros e pessoais acabam “pescados” por esses dispositivos e, assim, nos tornamos vítimas dos crimes virtuais.

Aqui no blog, detalhamos o golpe do boleto, em que programas se instalam em nossas máquinas quando clicamos em links de e-mails de origem desconhecida. Esse sistema maligno frauda os códigos de barra dos boletos, desviando os recursos do pagamento. 

Boataria

Com vimos, na internet tem “gente falsa”, e boato também. Chamado de hoax, o boato cibernético traz uma mensagem alarmante, com conteúdo falso, que se propaga rápido pelas mídias sociais, e-mails e WhatsApp.

Na nossa santa inocência tecnológica (!), ajudamos a espalhar esses boatos que, em geral, denigrem pessoas, instituições, governos e corporações com mentiras e alegações infundadas. É a era da pós-verdade, em que boatos assumem status de verdade.

Há atualmente vários sites e serviços jornalísticos de apuração exclusivamente dedicados a desmentir boatos da internet. Leia mais aqui sobre esses sites que buscam a verdade dos fatos e desmascaram os hoaxes

Romance errado

Os crimes virtuais também atingem o coração. Golpistas com perfis falsos em sites de relacionamento ou em mídias sociais, como o Facebook, iniciam conversas envolventes que evoluem para romances virtuais com suas vítimas, geralmente mulheres.

Os fraudadores, conhecidos como scammers, se passam por estrangeiros. Com o avanço do relacionamento, solicitam dinheiro emprestado à amada para a compra da passagem para o Brasil, para que fiquem juntos.

Naquela santa inocência amorosa, muitas caem no golpe e transferem milhares de reais aos criminosos-amados. A fraude, de tão comum, saiu até no Fantástico, e há mulheres, vítimas do golpe, que se uniram e criaram um exército virtual para caçar os scammers

Sempre alertas

Para nos protegermos dos crimes virtuais, alguns cuidados são básicos: não clicarmos em links desconhecidos; certificarmos de que estamos navegando em sites seguros; restringirmos nossos dados em perfis sociais, por meio dos mecanismos de privacidade; e trocarmos senhas das contas de e-mail e mídias sociais regularmente.

E, sobretudo, estarmos atentos às novas fraudes e crimes virtuais cometidos na internet. Sites como www.fraudes.org ajudam nessa tarefa.